Eletrobras diz que não haverá reajuste na energia elétrica no Amazonas

, Economia, Política
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O presidente da Eletrobras Amazonas Energia, Antonio Carlos Faria de Paiva, informou, neste domingo, que as tarifas de energia elétrica no Amazonas não sofrerão reajuste por conta das bandeiras tarifárias, como divulgou, na sexta-feira, a Agencia Nacional de Energia Eletrica (Aneel), em seu site. Antonio Paiva explicou que, apesar de o Estado ter entrado para o Sistema Interligado Nacional (SIN), os consumidores amazonenses ainda devem permanecer no antigo sistema tarifário.

“O Amazonas ainda precisa fazer algumas adequações e isso deve levar alguns meses. Inclusive, precisamos lançar uma campanha publicitária para informar nossos consumidores sobre como funciona o regime de bandeiras tarifárias, antes de passar a adotar o novo sistema”, reforçou Antonio Paiva.

A bandeira tarifária é o sistema que sinaliza aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica e funciona assim: as cores das bandeiras (verde, amarela ou vermelha) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade e podem variar de R$ 2,50 a R$ 5,50 a cada 100 kWh.

A geração de energia do País é feita, predominantemente, por usinas hidrelétricas e quando o nível de água nos reservatórios está baixo as usinas termelétricas podem ser ligadas. Com isso, o custo de geração aumenta, pois elas são movidas a combustíveis.

Na ultima sexta-feira, a Aneel havia informado que A bandeira tarifária para o mês de junho de 2015 é vermelha para todos os consumidores brasileiros – o que significa um acréscimo de R$ 5,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. E que, A partir de 1º de maio de 2015, o sistema de bandeiras também começou a ser aplicado aos consumidores atendidos pela Amazonas Energia, pois conforme Despacho nº 1.365/2015, a distribuidora passou a fazer parte do Sistema Interligado Nacional (SIN).