Foco na substituição do gás natural por fontes renováveis

, Notícias

O Ministério de Minas e Energia (MME) realizou no final de dezembro uma oficina para debater os avanços no biogás e no biometano. A ideia é avançar no diálogo transparente com os setores envolvidos, em especial dos substitutos renováveis do gás natural, caso dos dois combustíveis.

O encontro teve a participação de diversas associações do setor e agentes públicos, contribuindo na  definição e construção de um cenário desejável e factível para o horizonte futuro até 2030, visando uma proposta de política pública objetiva para esses combustíveis.

Tanto o biogás quanto o biometano podem ser obtidos a partir de diversas biomassas, como resíduos do agronegócio, resíduos da produção de etanol e resíduos sólidos urbanos. O biogás é o primeiro produto oriundo do aproveitamento energéticos desses resíduos, enquanto o biometano é o gás resultante da purificação do biogás. O biometano possui basicamente a mesma especificação físico-química do gás natural fóssil.

No que compete ao MME, as questões envolvendo o biogás e o biometano estão sendo desenvolvidas no âmbito do RenovaBio, mas em harmonia com o Gás para Crescer, uma vez que existem interfaces regulatórias entre o biogás e o gás natural.

#GrupoMidia #GrupoMidia10Anos #FullEnergy #LiderancaEmEnergia #Energy #Energia #LiderancaEmGestao