4ª Rodada do Pré-Sal arrecada R$ 3,15 bilhões

88

O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, comemorou a arrecadação de R$ 3,15 bilhões em bônus de assinatura do Leilão da 4ª Rodada do Pré-Sal, realizado na última quinta-feira. “ Esse momento é significativo para o Brasil “não só como um grande centro de petróleo e gás do mundo, gerando bilhões de investimentos, emprego, renda, riqueza no nosso País e superando dificuldades, mas para demostrar resiliência, que temos coragem de perseguir este caminho, porque este caminho é que nos leva a construir no Brasil uma sociedade democrática, com instituições fortes, e sobretudo, com igualdade de oportunidade para as pessoas, para as empresas e para todos nós”, afirmou.

O Leilão da 4ª Rodada do Pré-Sal, realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), arrecadou R$ 3,15 bilhões em bônus de assinatura, além de investimentos mínimos na fase de exploração equivalentes a R$ 738 milhões. Dezesseis grupos foram qualificados, dos quais 14 são de origem estrangeira e duas empresas nacionais.

Dos quatro blocos ofertados, três foram arrematados. O bloco de Uirapuru registrou ágio de 240%, enquanto o bloco Três Marias foi arrematado com ágio de 500% no excedente em óleo para União (óleo lucro). A área de Dois Irmãos foi arrematada pela oferta mínima, de 16,43% do óleo lucro para a União.

Entre os destaques, ressalta-se a grande performance da Petrobras, que será a operadora das três áreas arrematadas, sendo as demais majoritariamente do mercado internacional. Nos blocos de Uirapuru e Três Marias, nos quais a Petrobras havia manifestado direito de preferência para atuar como operadora, onde houve competição permitindo bons resultados à União, com ágio nas ofertas de excedente em óleo, e à própria Empresa, que participará como operadora dos empreendimentos, confirmando o sucesso dessa nova regra para os leilões de blocos no regime de partilha de produção.

Para o secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis no MME, João Vicente Carvalho, o Leilão foi exitoso. “Funcionou de uma forma excelente. Fico muito feliz com os resultados, pois fica claro que estamos no caminho certo. O caminho de mais competitividade e que traz maiores investimentos ao País”, declara.

A tabela a seguir mostra as áreas leiloadas, o Bônus de Assinatura exigido para cada bloco, o percentual mínimo do excedente em óleo para a União, a oferta vencedora e o ágio dessa oferta, além dos componentes do consórcio responsável pela oferta vencedora.

Próximos Leilões

Para o dia 28 de setembro, já está marcada a realização da 5ª Rodada de Licitações, sob o regime de partilha de produção, que somado aos R$ 8 bilhões da 15º Rodada de Licitações realizada em março de 2018 e aos R$ 3,2 bilhões da a 4ª Rodada de Partilha de Produção na área do Pré-sal realizada hoje, a expectativa é que seja arrecadado um total de até R$ 18 bilhões com leilões em 2018, o melhor resultado de todos os tempos.

Na 5ª Rodada, a ser realizada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), serão ofertados os blocos denominados Saturno, Titã, Pau-Brasil e Sudoeste de Tartaruga Verde. Todos estão localizados nas bacias de Campos e Santos, dentro do Polígono do Pré-Sal e em área declarada estratégica.

Mapa do Leilão da 4ª Rodada do Pré-Sal:

Fonte: MME