AIE prevê reequilíbrio do mercado de petróleo para segundo semestre

56

A Agência Internacional da Energia (AIE) prevê um reequilíbrio do mercado petrolífero no segundo semestre, graças à redução da produção americana de petróleo de xisto, segundo seu relatório mensal publicado nesta quinta-feira.

“Há vários meses, antecipamos neste relatório um aumento sustentado da demanda de petróleo e uma queda da oferta não OPEP. Este cenário está ganhando corpo, e o mercado petrolífero parece estar se aproximando do equilíbrio na segunda metade deste ano”, indica a AIE.

Após os mínimos alcançados em janeiro, as cotações do petróleo se revigoraram e o mercado parece otimista antes da reunião de produtores de domingo em Doha, onde querem estabilizar uma produção atualmente excedentária.

A AIE adverte, no entanto, que caso fique decidido um congelamento da produção nesta reunião, “o impacto no fornecimento físico de petróleo seria limitado”.

Segundo a agência, o reequilíbrio do mercado será propiciado pela queda da produção de petróleo de xisto nos Estados Unidos, um dos principais países produtores, que estará presente na reunião de Doha.

Este encontro contará com a presença da Rússia, outro grande produtor, e da maioria de membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP), começando pela Arábia Saudita, seu maior produtor.