Alemanha quer desligar todas as usinas nucleares do país até 2022

89

O governo alemão retificou a sua decisão de continuar com a transformação energética e desligar todas as usinas nucleares do país até 2022. O desligamento já foi retificado em 2011, e reforça a aposta do governo alemão por uma transição às energias renováveis e com uma maior eficiência que demonstre que uma política energética ecológica é também rentável economicamente.

Com os investimentos já realizados em energia limpa, na Alemanha, quase um de cada três quilowatts hora consumidos já procedem de fontes renováveis.

Atualmente, das 17 usinas nucleares que a Alemanha tinha há cinco anos, atualmente, oito seguem ativas.

Carros Elétricos

Além da energia limpa, a Alemanha tem mostrado interesse em aumentar a circulação de carros elétricos no país. A proposta, ainda em análise pelo governo alemão, é a de aplicar incentivos fiscais para os carros elétricos como aumentar as vendas desses veículos na maior economia da Europa.

A meta do governo alemão é de ter cerca de 1 milhão de carros elétricos nas ruas até 2020. Pouco mais de 30.000 veículos elétricos foram vendidos na Alemanha, uma minúscula fração dos mais de 3 milhões de carros comprados a cada ano em um país historicamente inclinado à tecnologia do diesel para reduzir emissões.

O setor vê os incentivos como um possível divisor de águas devido ao tamanho do mercado alemão, que responde por cerca de um quarto de todas as vendas de automóveis na Europa.