quarta-feira, julho 17, 2019
Notícias Economia Aneel decide manter bandeira verde para conta de luz no mês de...

Aneel decide manter bandeira verde para conta de luz no mês de junho

261

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu nesta terça-feira, 31, manter a bandeira verde nas contas de luz no mês de junho. Será o terceiro mês seguido em que não haverá cobrança extra nas tarifas. “Considerando o cenário agregado, não há necessidade de acionamento da bandeira amarela”, afirmou o relator do processo, o diretor Reive Barros.

A bandeira verde é acionada quando o Custo Marginal de Operação (CMO), indicador que demonstra o custo de geração da usina mais cara em operação em todo o País, fica abaixo dos R$ 211,28 por megawatt-hora (MWh) em todas as regiões.

De acordo com o relator do processo, porém, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que será necessário acionar a usina termelétrica de Celso Furtado, na Região Nordeste, na primeira semana de junho. Como o custo de geração de energia dessa usina é de R$ 259,43 por megawatt-hora (MWh), em tese, seria necessário o acionamento da bandeira amarela em todo o País.

No entanto, como existia um saldo positivo de R$ 3,2 bilhões na conta centralizadora das bandeiras tarifárias, que arrecada os recursos pagos por meio da conta de luz, a Aneel decidiu que seria possível manter a bandeira verde. O órgão regulador levou em conta também o fato de que a usina Celso Furtado só será acionada na primeira semana de junho.

“Será possível manter a bandeira verde sem prejuízo do equilíbrio econômico-financeiro das distribuidoras”, disse Barros. A bandeira amarela, que adiciona R$ 1,50 a cada 100 quilowatt-hora de consumo na conta de luz, havia vigorado em março.

De janeiro de 2015 a fevereiro de 2016, vigorou a bandeira vermelha, que sinaliza piores condições de geração de energia. Atualmente, a bandeira vermelha adiciona uma cobrança de R$ 3,00 ou R$ 4,50 a cada 100 kWh de consumo, dependendo do custo e da quantidade de térmicas ligadas.