Balão que provocou quedas de energia nos EUA cai na Terra

177
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um enorme balão de vigilância militar que se soltou e voava à deriva no leste dos Estados Unidos, causando falhas de energia na região, finalmente caiu na Terra, disseram as autoridades.

Dois dispositivos F-16 controlavam a trajetória no balão de ar quente de 74 metros de comprimento, voando perto dos 5.000 metros de altura, indicou em um comunicado o Comando de Defesa Aeroespacial (Norad), responsável pela segurança aérea de Estados Unidos e Canadá.

O Norad anunciou mais tarde que a enorme estrutura finalmente aterrissou no condado de Montour (Pensilvânia, leste) por volta das 18h (de Brasília). Uma equipe militar foi enviada ao local para recuperar o aparato.

O balão, que participa do sistema experimental de defesa anti-aérea de Estados Unidos, desprendeu-se por volta das 14h20 (de Brasília). Sua função é detectar mísseis de frotas, aviões e drones inimigos, mas também de navios.

Algumas horas mais tarde, ele estava voando sobre Pensilvânia, causando falhas de energia na cidade de Bloomsburg – as autoridades recomendaram que as pessoas “ficassem em alerta”.

Uma rede de televisão local anunciou que o cabo conectado ao globo de vigilância estava “danificando linhas de alta tensão, causando quedas de energia” em Bloomsburg.

Funcionários da Norad trabalharam em estreita colaboração com funcionários da Federal Aviation Administration (FAA), que administra o controle de tráfego aéreo dos Estados Unidos, “para garantir a segurança do tráfego aéreo”, informou a mesma fonte.

Várias agências norte-americanas coordenaram esforços para garantir a recuperação do balão.