Boletim Ceper/Fundace aponta reflexo da safra recorde de cana-de-açúcar na produção de etanol

90

A safra 2015/2016 de cana-de-açúcar deve atingir 665 milhões de toneladas e ser a maior dos últimos 16 anos, segundo dados do Ministério da Agricultura. O volume representa crescimento de 4,3% sobre o registrado na safra 2014/2015, que foi de mais de 637 milhões de toneladas.

Entretanto, de acordo com o Boletim Setor Sucroalcooleiro Ceper/Fundace, o crescimento não tem se refletido em aumento na produção de açúcar. Desde a safra de 2012/2013, biênio que registrou produção de 38 milhões de toneladas a produção nacional de açúcar vem caindo. Mesmo diante de escassez no cenário internacional, o volume previsto para a safra 2015/2016 é de 33 milhões de toneladas, semelhante aos números de 2009/10.

Os pesquisadores acreditam que a maior moagem de cana-de-açúcar se deve, principalmente, à recuperação no mercado de etanol. Na transição da safra de 2014/2015 para 2015/2016, ocorreu um aumento de 5,3% na produção de etanol anidro e hidratado. O valor passou de 28,9 milhões de metros cúbicos para 30,4 milhões de metros cúbicos. “Esses dados indicam que a recuperação do etanol no mercado interno é uma variável importante para explicar o crescimento da moagem de cana a partir da safra 2013/14”, afirma Luciano Nakabashi.

Regiões – O Boletim Setor Sucroalcooleiro traz também os valores da produção de cana-de-açúcar por região. As regiões Centro-Sul, Centro-Oeste e Sudeste registraram crescimento na produção de cerca de 7%, 10% e 7,5%, respectivamente, na última safra. Enquanto isso, o Norte/Nordeste apresentou queda de 21% devido à forte seca que atingiu a região canavieira no Nordeste.

Preço do açúcar – Em janeiro de 2016, o preço real (descontando os efeitos da inflação) do açúcar cristal atingiu o seu maior valor em cinco anos, chegando a custar, aproximadamente, R$ 82 a saca de 50 quilos. O valor elevado é devido ao cenário de escassez de açúcar no mercado internacional e ao processo de depreciação do real.

“É provável que o preço do açúcar no mercado internacional ainda mantenha um processo de elevação por alguns meses, enquanto o cenário da evolução da taxa de câmbio é mais incerto, pois depende dos desdobramentos políticos nos próximos meses”, explica Nakabashi.

Preço do etanol – Os preços reais do etanol anidro e hidratado também mostraram recuperação a partir de meados de 2015.

O valor máximo alcançado pelo preço do etanol anidro ocorreu em fevereiro de 2011, quando chegou a custar mais de R$ 3. Excluindo esse pico pontual, o valor do etanol anidro se encontra atualmente no patamar mais elevado em todo o período analisado pelo Boletim, ou seja, desde o início de 2010. Comportamento semelhante ocorre com o etanol hidratado, já que o valor atual está próximo do maior preço alcançado no período analisado.

O Boletim Setor Sucroalcooleiro está disponível no site da Fundace: www.fundace.org.br/_up_ceper_boletim/ceper_201604_00207.pdf