terça-feira, Abril 23, 2019
Notícias Mercado Capitalização da Eletrobras não tem malefícios, diz presidente da estatal

Capitalização da Eletrobras não tem malefícios, diz presidente da estatal

46

Wilson Ferreira também afirmou que o processo de venda de 47 Sociedades de Propósito Específico (SPEs) deve ser anunciado entre o fim de mês e o início de maio

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira, voltou a defender nesta quarta-feira (3) a capitalização da estatal. Segundo o executivo, há argumentos suficientes para convencer o Congresso Nacional de que o processo vai ser benéfico tanto para consumidores como para a empresa.

Parado no Congresso Nacional, o processo foi iniciado durante o governo do ex-presidente Michel Temer e previa a privatização da estatal através da emissão de ações. Com a emissão, a União ficaria com menos de 50% das ações da estatal e não teria mais o controle da empresa.

Em janeiro, o ministro de Minas e Energia, o almirante Bento Albuquerque Júnior, afirmou que o governo de Jair Bolsonaro daria prosseguimento ao processo de privatização.

“Há argumentos suficientes para defender a capitalização. Ela vai ser benéfica para os consumidores e a empresa vai gerar mais resultado”, afirmou o executivo, durante participação em evento do banco Bradesco em São Paulo.

Nos últimos anos, a companhia tem adotado um processo de redução de tamanho. Em 30 meses, a companhia vendeu 27 Sociedades de Propósito Específico (SPEs), a participação de 30 coligadas e privatizou 7 distribuidoras.

As SPEs são empresas criadas pelas controladas do grupo Eletrobras para construir e administrar projetos de geração e transmissão de energia elétrica.

A capitalização deve consistir na emissão de novas ações da companhia na bolsa de valores, o que consequentemente deve reduzir a participação do governo na empresa para menos de 50%. O modelo de capitalização da Eletrobras, segundo o governo, vai ser semelhante ao que ocorreu com a Embraer no passado.

Vendas de SPEs

O presidente da Eletrobras afirmou que o processo de venda de 47 SPEs deve ser anunciado entre o fim de mês e o início de maio.

“A venda dessas 47 SPEs deve ser anunciada no fim de abril e começo de maio e ela ocorre num período em que temos o cuidado de melhorar a eficiência da empresa”, afirmou Ferreira.

Fonte: G1