quarta-feira, junho 26, 2019
Fontes Energéticas Energia Eólica Ceará se destaca com grande potencial para geração de energia eólica no...

Ceará se destaca com grande potencial para geração de energia eólica no mar e no interior

44

A faixa litorânea cearense já não é mais a única área propícia para a instalação de parques eólicos no Ceará. A geração de energia eólica off shore (no mar) e em áreas do interior do estado apresenta potencial bem superior ao do Litoral. É o que afirmou o secretário executivo de Energia e Telecomunicações da Secretaria da Infraestrutura, Adão Linhares, em palestra proferida durante o Congresso Brazil Windpower, o maior evento de energia eólica da América Latina, realizado nesta semana, em São Paulo.

O novo potencial de geração é comprovado por estudos desenvolvidos para a atualização do Atlas Eólico e Solar do Ceará, que deve ser lançado em julho. “O Ceará foi pioneiro ao lançar o primeiro atlas ha vinte anos. Agora, confirma seu protagonismo no setor e avança ao apresentar as novas fronteiras de seu potencial eólico e solar, híbrido, além da primeira estimativa de potencial eólico off shore. Com esse novo instrumento em mãos, vamos ter condições de atrair ainda mais investidores para o Ceará, que foi o pioneiro na geração de energia a partir do vento. Em vez de focar apenas no litoral, temos excelentes potenciais na Serra da Ibiapaba e na Chapada do Araripe”, comemorou Linhares.

Hoje o estado ocupa a terceira posição no ranking de geração eólica do Brasil, ficando atrás apenas do Rio Grande do Norte e da Bahia. Apesar de líderes, o secretário revelou que os estudos mostram que os dois estados têm desvantagens em relação ao Ceará, por conta do menor potencial de geração nos horários de pico, entre às 18h e às 21h. “Isso significa que a energia produzida no Ceará vale mais porque é gerada no período de maior demanda de consumo”, explicou.

Além do potencial, Adão Linhares destacou que o Ceará já superou os entraves no sistema de transmissão de energia, o que também favorece a atração de novos empreendimentos. “Estamos otimistas para os próximos leilões de energia que vão acontecer em junho e outubro. O Ceará é um forte candidato e vamos continuar trabalhando para garantir a infraestrutura adequada para a instalação dos parques e uma boa ambiência de negócios”, projetou.

Fonte: Governo do Estado do Ceará