sábado, Maio 25, 2019
Notícias Política Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados debate ampliação de...

Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados debate ampliação de investimentos

121

A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados realiza nesta quarta-feira (13) audiência pública sobre possíveis estratégias para ampliar investimentos na geração de eletricidade por meio de energias renováveis no País.

O debate foi solicitado pelo deputado Sergio Vidigal, que aponta a grave situação matriz energética do País, causada pela crise hídrica, que compromete a geração de energia.

Vidigal também aponta que a ausência de gestão, o aumento do consumo energético e a necessidade de crescimento do País requerem maiores investimentos e maior desenvolvimento dessa matriz energética, com a produção de energia eólica, solar e da biomassa.

Potencial subaproveitado

Na avaliação do parlamentar, as fontes alternativas de energia – como a energia eólica, a de biomassa e as pequenas centrais hidrelétrica (PCHs), por exemplo, são subaproveitadas. Vidigal salienta que o Brasil possui uma série de características naturais favoráveis, pois é um dos países mais ricos no mundo em incidência de raios e ventos e o maior produtor de biomassa. “Temos ainda baixa variação média do sol ao longo do ano e terras disponíveis.”

“O País pode incentivar o aumento da participação das fontes eólica, biomassa, PCHs e solar fotovoltaica. Essas fontes, se bem planejadas, provocam impactos ambientais muito menores em relação às grandes hidrelétricas, sem significar aumento de custos”, argumenta.

O deputado cobra a implementação de políticas públicas, baseadas em práticas já desenvolvidas em outros países como a Alemanha, a Espanha e o Japão. Para Vidigal, se houver políticas públicas para o setor, o governo tem como atender a uma significativa parte das demandas de eletricidade do País, a partir de fontes limpas e de baixo impacto ambiental.