Complexo eólico no Ceará é atestado e recebe licença prévia

43

A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) concluiu a análise documental e do estudo ambiental do projeto de um novo complexo eólico no Ceará, de interesse da empresa Aracati Energia Renovável Ltda., e emitiu a licença prévia. O documento comprova que a execução do empreendimento é ambientalmente viável. A localidade no município de Icapuí homônima ao complexo foi a área escolhida para a implantação. Contudo, para dar início às obras a empresa deverá solicitar a licença de instalação à Semace.

O Complexo Eólico Elétrico Mutamba, de acordo com seu projeto, possuirá 110 aerogeradores divididos em 10 centrais eólicas. Cada um terá potência nominal de 2,3 megawatts (MW), o que totalizará uma potência instalada de 253 MW. O empreendimento ocupará uma área de 1072 hectares, em sua maior parte localizada em tabuleiro pré-litorâneo, onde estarão alocados todos os aerogeradores.

O local escolhido foi justificado pelo seu grande potencial eólico aliado à alta viabilidade técnica de instalação do complexo, em virtude do relevo plano ou suavemente ondulado favorecer a implantação do projeto. O aumento da capacidade de geração e distribuição de energia elétrica para o estado do Ceará e região Nordeste também contribuíram, segundo estudos entregues pela empresa à Semace.