Conteúdo local volta a ser discutido em evento que mobiliza o setor do petróleo brasileiro

100

As novas regras de Conteúdo Local para Petróleo e Gás e oportunidades de negócios serão os temas principais do Fórum Nacional de Petróleo e Gás, que será realizado amanhã, dia 13 de Setembro, no Hotel Othon Copacabana, no Rio de Janeiro. A Agência Nacional do Petróleo (ANP) esclarecerá aos executivos do setor quais são as mudanças previstas na Resolução ANP 19/2013 e 27/2016 e os novos mecanismos de obtenção da certificação.

O foco do evento de negócios será o de abordar as oportunidades de mercado em torno do Conteúdo Local, potencialidades e gargalos da indústria fornecedora de bens e serviços. O BNDES falará à cadeia de fornecedores sobre as novas condições de financiamento e o Ministério de Minas e Energia sobre os impactos das nova legislação para os empregos.

As consultorias KPMG e Wood Mackenzie abordarão como as novas regras de conteúdo local terão o potencial de destravar a produção de 21 bilhões de barris de petróleo no Brasil e quais são as perspectivas de bonificação (ao invés da penalização). Elas esclarecerão as dúvidas que inquietam o mercado brasileiro: Quais serão os impactos para a retomada de empregos e da competitividade na indústria? Quais serão as ações reais de incentivo à participação dos subfornecedores nacionais e das tecnologias inovadoras?

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) esclarecerá aos executivos do setor quais são as mudanças previstas na Resolução ANP 19/2013 e 27/2016 e os novos mecanismos de obtenção da certificação.  O foco do evento de negócios será o de abordar as oportunidades de mercado em torno do Conteúdo Local, potencialidades e gargalos da indústria fornecedora de bens e serviços.

BNDES falará à cadeia de fornecedores sobre as novas condições de financiamento e o Ministério de Minas e Energia sobre os impactos das nova legislação para os empregos. O destaque internacional ficará com da empresa Equinor: a apresentação do caso norueguês que desenvolveu uma indústria de petróleo competitiva a partir do conteúdo local. O painel conta também com as novas estratégias de negócios entre a indústria brasileira e estrangeira e as soluções de parcerias que a multinacional estruturou para atingir as metas da regulamentação mais recente.

O setor aguarda com expectativa esse encontro de executivos que debaterá e apontará soluções para o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva naval e offshore, fontes de financiamento, qualidade dos produtos, atendimento dos prazos e outros fatores decisivos para o sucesso dos negócios.

Fonte: Petronotícias