Decisão da Eletrobras não afetará serviço de destribuidoras, diz ministro

84

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, garantiu nesta quarta-feira (27) que a população dos estados do Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima, Piauí e Alagoas não terá “nenhum tipo de prejuízo no fornecimento de energia” com a decisão da Eletrobras de não renovar as concessões de seis empresas de distribuição. “Isso não vai acontecer. A gestão continuará sendo feita pela Eletrobras, que já tem toda a memória, todo o conhecimento”, afirmou.

Ele acrescentou que a decisão vai facilitar o acesso da estatal a recursos de fundos setoriais, para manter os investimentos necessários à operação das distribuidoras até 2017. O repasse de recursos da Conta de Desenvolvimento Energético está em discussão com a Agência Nacional de Energia Elétrica. O MME terá até 31 de dezembro do ano que vem para privatizar as concessionárias.

O governo avalia ainda a venda de participações da Eletrobras em ativos de geração e de transmissão. “Não está descartado, porque hoje a empresa, de fato, tem uma necessidade de caixa muito grande”, disse Coelho. Ele lembrou que a estatal tem participação em mais de 170 Sociedades de Propósito Específico, e a expectativa é de que no processo de reestruturação sejam necessários recursos e alguns desses ativos tenham de ser vendidos.