Desperdício de Biogás no Brasil é comparado ao tamanho de uma Usina de Itaipu

66

A produção de biogás no Brasil ainda é bastante desperdiçada. Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mostram que apenas 0,57% de toda energia produzida no país vem através do biogás.

De acordo com a Associação Brasileira de Biogás e Biometano (ABiogás) o país desperdiça atualmente quase uma Usina de Itaipu e meia de geração de energia através de biogás, o que seria suficiente para abastecer 25% da energia do país ou então substituir o diesel consumido em até 40%.

Segundo o vice-presidente da ABiogás, Alessandro Gardemann, ainda existe muito desconhecimento dos empresários das opções que o biogás pode proporcionar e das tecnologias disponíveis no Brasil, o que acarreta no mau uso do produto. “A flexibilidade do biogás de produzir com alta eficiência energia elétrica firme, térmica e biometano, dão a esta fonte diferenciais competitivos muito importantes frente às outras opções de renováveis” ressalta ele.

Gardemann destaca que o Brasil conta com diversas iniciativas e unidades de demonstração, as quais podem produzir biogás de todos os tipos de resíduos como de animais, agrosilvopastoris, sucroenergetico e também de saneamento. Para tentar solucionar parte desse desperdício a ABiogás entregou um documento ao Ministério de Minas e Energia (MME) que comprova que o biogás tem todas as condições de ser utilizado no Brasil e atender a necessidade crescente de energia elétrica e de biocombustíveis.

Dentre as soluções citadas por Gardemann para diminuir o desperdício de biogás estão o aumento do conhecimento por parte dos empresários, ter uma imprensa especializada no assunto para contribuir com a difusão das informações, obter contratos de energia elétrica e biometano de longo prazo adequados ao financiamento dessas plantas e também aumentar o financiamento para desenvolver os equipamentos utilizados nesse tipo de fonte.