DIRETO DA REDAÇÃO – Energia solar e produção do pré-sal

122

Confira as notícias desta semana do Direto da Redação da Revista Full Energy:

 

* O Rio de Janeiro recebeu nos dias 5 e 6 de julho a segunda edição da Brasil Solar Power. Um evento que reuniu grandes players do setor de energia solar do país. Foram mais de 40 expositores, 20 workshops técnicos e o congresso reuniu inúmeros especialistas. Mais de 2mil pessoas acompanharam os painéis e debates.

No Congresso, foram divulgados números importantes sobre a energia solar no Brasil:

– Hoje o país conta com uma potência instalada de 144,2 megawatts (MW) em usinas solares fotovoltaicas de médio a grande porte.

– Até o final de 2017, a expectativa é que entrem em operação 1 GW de energia solar fotovoltaica na matriz elétrica nacional.

– E para atender esses empreendimentos, os investimentos no Brasil serão da ordem de R$ 13,5 bilhões entre 2016 e 2018.

– Até o início de julho de 2017, a microgeração e minigeração distribuída a partir de fontes renováveis no Brasil (solar, hídrica, biomassa e eólica), chegou a  134,5 megawatts (MW) de potência instalada, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), sendo que os sistemas solares fotovoltaicos correspondem a 99% destas instalações de micro e minigeração, de um total de 11.500 sistemas conectados à rede.

– Outra informação divulgada no evento: Enquanto o potencial técnico hidrelétrico nacional é de 260 Gigawatts (GW) e o eólico é de 500 GW, o potencial técnico solar fotovoltaico supera 10.000 GW, sendo maior do que o de todas as demais fontes combinadas.

 

* Em energias renováveis, está disponível até dia o dia seis de agosto a Consulta Pública com a proposta do Plano Decenal de Expansão de Energia 2026. Este estudo indica que as fontes renováveis deverão participar com 48% de toda a energia interna ofertada em 2026, o que inclusive está em sintonia com os esforços do país em atender o Acordo da COP21.

O Plano Decenal é o resultado dos estudos de planejamento setorial realizado pelas equipes técnicas do Ministério de Minas e Energia (MME) e da Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

 

* Em maio de 2017, a produção petrolífera brasileira totalizou 2,653 milhões de barris por dia. O volume representa um crescimento de 4,5% na comparação com o mês anterior e de 6,7 % em relação ao mesmo mês em 2016.

Hoje, a produção de petróleo oriunda do pré-sal correspondeu a 47,5% do total produzido no Brasil. Os poços do “pré-sal” são aqueles cuja produção é realizada no horizonte geológico denominado pré-sal.

 

Confira: