Enel inicia construção de novo parque solar no Brasil

84

Enel, por meio de sua subsidiária Enel Green Power Brasil Participações (“EGPB”), iniciou a construção do parque solar Lapa, que está localizado em Bom Jesus da Lapa, na Bahia, estado do nordeste do Brasil.

O parque solar é composto por duas instalações, Bom Jesus da Lapa de 80 MW e Lapa de 78 MW. Uma vez instalado e operando, o parque de 158 MW será capaz de gerar perto de 340 GWh por ano, o suficiente para satisfazer as necessidades de consumo de energia anual de mais de 166.000 domicílios brasileiros, evitando a emissão de cerca de 198.000 toneladas de CO2 para a atmosfera.

Enel irá investir aproximadamente 175 milhões de dólares americanos na construção de Lapa, que tem a previsão de entrar em operação no segundo semestre de 2017. O parque solar será apoiado por contratos de fornecimento de 20 anos que prevêem a venda de volumes específicos da energia gerada pelas usinas à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

O parque solar Lapa será construído em uma área com altos níveis de radiação solar e vai contribuir significativamente para satisfazer a necessidade do Brasil por uma nova geração de energia.

O projeto foi concedido ao Grupo Enel juntamente com Horizonte MP (103 MW) e Nova Olinda (292 MW) durante o “Leilão de Reserva”, leilão público que, em agosto de 2015, tornou o Grupo líder na indústria solar brasileira em termos de capacidade instalada e portfólio de projetos.

No estado da Bahia, o Grupo Enel, por meio de sua subsidiária EGPB, também está construindo a instalação de 254 MW, Ituverava, que é a maior planta solar da Enel atualmente em construção; e o projeto eólico de 180 MW, Delfina. Na Bahia, a EGPB já opera 264 MW de capacidade eólica e ganhou a concessão de 172 MW adicionais de capacidade eólica, bem como 103 MW de capacidade fotovoltaica por meio de leilões públicos.

A subsidiária brasileira de renováveis do Grupo Enel atualmente possui uma capacidade instalada total de 506 MW, dos quais 401 MW são provenientes de eólica, 12 MW de solar e 93 MW de hídrica. Além disso, a empresa tem 442 MW de energia eólica, 102 MW de hídrica e 807 MW de projetos de energia solar atualmente em execução e ganhou uma concessão para duas usinas hídricas com capacidade instalada total de 40 MW, em novembro de 2015.