Energia elétrica: bandeira amarela deve ser mantida

64

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, disse na última terça-feira (22/05) que há a expectativa de manter em junho a indicação de bandeira amarela nas contas de luz, com cobrança adicional R$ 1,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. O diretor-geral ressaltou, porém, que é preciso aguardar o anúncio oficial que sairá na sexta-feira (25/05).

Período seco – “Como já entramos no período seco não deve ter muita novidade. Estamos observando semanalmente algumas dessas variáveis”, disse Romeu a jornalistas, no intervalo de uma reunião da diretoria.

Critérios de avaliação – Rufino disse que nenhum dos critérios de avaliação das condições de abastecimento, que aumentam a previsão de despesas no setor, têm apontado para o acionamento da bandeira verde – sem custo adicional – ou vermelha no patamar 1- cobrança de mais R$ 3,00 a cada 100 kWh consumidos.

Acionamento – A bandeira tarifária amarela para as contas de luz foi acionada em maio, quando a Aneel interrompeu o período de quatro meses, iniciado em janeiro, de bandeira verde, que não tem cobrança adicional.

 

Fonte: Valor Econômico