Energia eólica brasileira é considerada mais barata do mundo

182

O setor de energia eólica do Brasil vem mostrando um crescimento bastante significativo nos últimos anos devido à crise hídrica que afetou o país. Com a falta de chuvas, muitas regiões precisaram encontrar alternativas para gerar energia, e uma delas foi à produção através dos ventos.

Atualmente, a produção de energia eólica só perde para a produção hidrelétrica no país.

De acordo com a presidente executiva da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), Elbia Silva Gannooum, a energia produzida pelos aerogeradores é uma das opções mais competitivas, sustentáveis, seguras e eficientes para atender a demanda.

A produção de energia limpa vem se tornando uma necessidade diante do cenário elétrico atual e o aumento da energia eólica traz ótimas oportunidades para o país. Uma delas é que a produção brasileira é a mais barata do mundo devido a produtividade da máquina que gera a energia atingir 50% fácil com os ventos brasileiros. Segundo Elbia, por ser mais barata a energia eólica vai sustentar a competição para sempre, já que é uma competição de recursos naturais, os quais são bastante abundantes no país.

Porém apesar do constante crescimento, a produção eólica ainda vai enfrentar bastantes desafios. Dentre eles estão à alta tecnologia, a infraestrutura, a construção de linhas de transmissão e licenças ambientais, a logística e a capacitação da mão de obra, pois a mesma necessita de especialização.