sábado, julho 20, 2019
Notícias Mercado Geração Y vai estimular valor futuro das distribuidoras

Geração Y vai estimular valor futuro das distribuidoras

146

A demanda dos consumidores por novos produtos e serviços relacionados a energia é alta, especialmente entre a Geração Y – entre 18 e 34 anos -, demonstrando que este grupo irá estimular muito o valor futuro das distribuidoras de energia, segundo uma nova pesquisa da Accenture. A pesquisa, que está em sua sétima edição, entrevistou quase 10 mil pessoas em 17 países, incluindo o Brasil.

O relatório “O novo consumidor de energia: prosperando no ecossitema de energia” mostra que a Geração Y quer ser a primeira a adotar novos produtos e serviços de energia – 24% dessa demografia são classificados como “early adopters”, comparado a 17% da faixa entre 35 e 54 anos e 7% dos indivíduos com mais de 55 anos. Além disso, 22% da Geração Y disseram que gostariam de experimentar novas tecnologias, uma porcentagem maior que a dos demais grupos etários: 15% para aqueles com idades entre 35 e 54 anos e 6% para aqueles com 55 anos ou mais.

A pesquisa revela ainda que a Geração Y, por exemplo, é muito receptiva e muito mais propensa a considerar produtos e serviços de recursos energéticos distribuídos após receber informações a respeito (87%), comparado a 60% entre aqueles com mais de 55 anos. Quase 80% – no Brasil o percentual foi de 86% – disseram que estariam mais satisfeitos se fossem oferecidos serviços de assistência e monitoramento digital em casa, que sugerissem novas ofertas de produtos e serviços personalizados, contra 62% – 78% no Brasil – dos entrevistados com mais de 55 anos.

No entanto, embora essa geração tenha uma clara demanda por novos produtos e serviços nessa área, ela quer informações e deseja que tudo seja instantâneo e acessível de acordo com seus termos. “Os provedores de energia devem levar a sério estes e outros insights sobre esses grupos para explorar valor, já que as preferências e o comportamento dos consumidores estão mudando rapidamente o cenário do mercado”, alerta Tony Masella, diretor executivo da Accenture Energy Consumer Services. “Os provedores de energia de sucesso passarão a colocar o design no centro de suas operações de negócios e considerar o cliente e as operações de varejo como um ativo estratégico”, comentou.

A pesquisa mostra ainda que as distribuidoras têm oportunidades substanciais para se envolver com a Geração Y, já que oferecem maior influência sobre os outros consumidores. Por exemplo, 41% da amostra global da Geração Y interage com mais frequência com seu fornecedor de energia usando as mídias sociais, e também ficariam mais satisfeitos se pudessem se conectar ao portal do seu provedor usando suas credenciais de mídias sociais. Curiosamente, os brasileiros das duas gerações demonstraram interesse muito similar nessa forma de interação, com 79% da geração Y e 78% da população acima de 55 anos.

Além disso, segundo o estudo, novas propostas de valor geram maior interesse da Geração Y: 77% dos entrevistados globalmente estariam interessados em um mercado personalizado online para selecionar e comprar produtos e serviços relacionados a energia. No Brasil, o número chega a 90% da Geração Y contra 69% da população acima dos 55 anos. A Geração Y (42%) ainda se mostrou interessada em soluções domésticas automatizadas e disposta a pagar por elas, contra 23% dos indivíduos acima dos 55 anos.

“As estratégias de clientes devem ter uma visão ampla das tendências que moldam os atuais consumidores e, o mais importante, os consumidores de amanhã, avalia Masella. “Para prosperar, os fornecedores de energia devem se preparar para arquitetar rapidamente sua transformação, criar novas capacidades para se beneficiar de novas oportunidades, atingir escala e inovar continuamente usando digitalização, automação e operações multifacetadas”, analisou.