Ferrovia Centro-Atlântica na região de Ribeirão Preto está sendo renovada

510

A VLI, empresa de soluções logísticas que integra terminais, ferrovias e portos, inicia uma nova fase na renovação do trecho paulista da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA). A linha que passa pela cidade de Ribeirão Preto com cerca de 30 anos de uso está sendo totalmente renovada. A região contará com 50 quilômetros renovados em 2018. Desde 2014 já foram investidos mais de 200 milhões em remodelação e renovação da linha que compõe a FCA.

A renovação contempla a troca dos dormentes, a substituição de trilhos, a renovação de lastro e a correção geométrica da via, que representam um nível maior de segurança operacional. Além disso, esses trabalhos também contribuem, por exemplo, para a diminuição das interdições e restrições causadas por danos em componentes da via, consequentemente, aumentando a disponibilidade da linha para a circulação dos trens. Com a conclusão desse trecho a região passará a contar com 107 quilômetros com dormentes de concreto, e no ano que vem, esse número salta para 157. “O uso deste tipo de dormente não só aumenta a confiabilidade, segurança como também amplia muito a durabilidade da via”, explica Mário Felipetto, gerente geral do Corredor Centro-Sudeste.

Cerca de 70 pessoas integram a equipe responsável pela realização desse serviço, que conta com o auxílio de equipamentos de grande porte. A VLI conta com um processo diferenciado de manutenção que utiliza um guindaste específico para transportar os dormentes. Os trabalhos estão sendo realizados no corredor Centro-Sudeste, importante rota de exportação do país de produtos como fertilizantes, combustíveis, fosfatos, soja e açúcar, que liga Goiás ao Tiplam (Terminal Integrador Portuário Luiz Antonio Mesquita), na Baixada Santista, passando pelo Triângulo Mineiro e interior de São Paulo.