Mercado livre de energia poderá crescer 30% em 2016

101

Segundo especialistas, o mercado livre de energia passará por um boom em 2016, podendo crescer até 30%. O que mostra uma tendência de fuga de clientes das concessionárias de distribuição.

As altas tarifas de energia do mercado regulado têm sido o principal fator que impulsiona essa migração dos clientes. As comercializadoras de energia têm encontrado maior facilidade em convencer empresas a aderir ao suprimento no mercado livre, onde os preços caíram fortemente devido às boas chuvas e à redução da demanda puxada pela retração da economia brasileira.

Atualmente, a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) tem 549 pedidos de adesão de consumidores ao mercado livre em andamento, sendo 447 de consumidores de menor porte, que quando entram nesse segmento devem contratar energia apenas de fontes renováveis.

Já na comercializadora de energia Comerc, uma das líderes do mercado, a carteira de clientes dobrou para 500 clientes no ano passado, com forte expansão a partir do segundo semestre, e deve ter crescimento semelhante em 2016.

Estimativas do mercado livre apontam que as empresas conseguem economizar até 35 por cento nesse mercado, onde os custos são influenciados pelo Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), utilizado no mercado spot de eletricidade. As projeções da CCEE apontam que o PLD deve ficar no piso regulatório de 30 reais por megawatt-hora ao longo de 2016 e no início de 2017