Países produtores de petróleo se reunirão em Doha em abril

44

Países produtores de petróleo, integrantes e não-membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), se reunirão no dia 17 de abril em Doha, capital do Qatar, para avaliar a proposta de congelar a produção da commodity com a finalidade de sustentar os preços de petróleo e reduzir o excesso da oferta mundial, afirmou nesta quarta-feira o ministro de Energia do Qatar, Mohamed al-Sada

A reunião ocorre após um pré-acordo sobre a paralisação da produção nos níveis de janeiro entre Arábia Saudita, Rússia, Venezuela e Qatar em Doha no mês passado, afirmou em comunicado al-Sada, presidente em exercício da Opep.

As cotações do petróleo, que atingiram níveis mínimos desde 2003 no início do ano, em torno de US$ 27, avançaram após o anúncio deste primeiro acordo em Doha.

O Irã, membro da Opep, que retornou aos mercados internacionais após a suspensão em meados de janeiro das sanções econômicas impostas sobre o país, alertou que não participaria inicialmente da congelação da produção, no entanto. O país já elevou as exportações petroleiras em 300 mil barris por dia desde o início do ano, segundo a Agência Internacional de Energia (AIE).

O ministro al-Sada afirma que o acordo sobre a paralisação contava com a adesão dos maiores produtores de petróleo do mundo.

“Até hoje, 15 produtores da Opep e de fora do grupo, que representam cerca de 73% da produção mundial, apoiam esta iniciativa”, afirmou a autoridade.