Petróleo avança e fica acima dos US$ 45 pela primeira vez desde novembro

54

Os preços do petróleo negociados em Londres e em Nova Iorque registram alta nesta quarta-feira (27). O barril de Brent, pela primeira vez desde novembro de 2015, conseguiu ultrapassar os US$ 45. A desvalorização do dólar nos mercados globais e projeções de que a demanda e a oferta devem encontrar um equilíbrio até o final deste ano ajudam a puxar a matéria-prima.

Os preços do petróleo, que giravam em torno dos US$ 100 em 2014, chegou aos US$ 26 em fevereiro deste ano e aprofundaram as dificuldades de grandes produtores da commodity, como a Venezuela, a Rússia e, também, contas de municípios do Rio de Janeiro.

Bob Dudley, presidente-executivo da BP, declarou que espera que um reequilíbrio dos preços da matéria-prima se efetive até final de 2016.

Às 8h43, o barril de Brent registrava alta de 2,11%, a US$ 46,54, na International Exchange Futures (ICE), em Londres. No mesmo horário, o barril do West Texas Intermediate (WTI), negociado no New York Mercantile Exchange (Nymex), em Nova Iorque, avançava 1,93%, a US$ 44,89.

No dia anterior, o barril de Brent encerrou com alta de 2,83%, na plataforma ICE, a US$ 45,74. Já o barril de “light sweet crude”, o WTI, subiu 3,28%, a US$ 44,04, o melhor preço desde novembro do ano passado.