terça-feira, Abril 23, 2019
Fontes Energéticas Pré-Sal produz em fevereiro mais de 1,5 milhão de barris de petróleo,...

Pré-Sal produz em fevereiro mais de 1,5 milhão de barris de petróleo, mas ainda queima 5,1 milhões de metros cúbicos de gás

60

A produção do pré-sal em fevereiro totalizou 1,826 milhão de barris por dia, um aumento de 3,6% se comparada ao mesmo mês em 2018 e uma redução de 0,6% em relação ao mês anterior. Foram produzidos 1,450 milhão de barris de petróleo por dia e 59,8 milhões de metros cúbicos diários de gás natural por meio de 88 poços. A participação do pré-sal na produção total nacional em fevereiro foi de 57,4%. Em fevereiro, a produção de petróleo e gás no Brasil totalizou 3,182 milhões de barris de óleo equivalente por dia, sendo 2,489 milhões de barris de petróleo por dia (bbl/d) e 110 milhões de m³ diários de gás natural. A produção de petróleo no período diminuiu 5,4 % na comparação com o mês anterior e 4,9% se comparada com fevereiro de 2018. Já a produção de gás natural teve uma redução de 2,7% em comparação ao mês anterior e um aumento de 0,3%, se comparada com o mesmo mês de 2018.

Os principais motivos para a queda em relação a janeiro foram a interdição da plataforma P-43, que opera nos campos de Barracuda e Caratinga, e a parada programada para manutenção da FPSO Capixaba, que opera nos campos de Jubarte e Cachalote. O aproveitamento de gás natural no Brasil no mês de fevereiro alcançou 95,4% do volume total produzido. Foram disponibilizados ao mercado 56,2 milhões de metros cúbicos por dia. A queima de gás totalizou 5,1 milhões de metros cúbicos por dia, WWuma diminuição de 9,4% se comparada ao mês anterior e um aumento de 42,1% em relação ao mesmo mês em 2018.

O campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o maior produtor de petróleo e gás natural. Produziu, em média, 885 mil bbl/d de petróleo e 37,5 milhões de m3/d de gás natural. Os campos marítimos produziram 95,7% do petróleo e 82% do gás natural. A produção ocorreu em 7.250 poços, sendo 695 marítimos e 6.555 terrestres. Os campos operados pela Petrobrás produziram 94% do petróleo e gás natural.  Estreito, na Bacia Potiguar, teve o maior número de poços produtores: 1.125. Marlim Sul, na Bacia de Campos, foi o campo marítimo com maior número de poços produtores: 87.

A Plataforma FPSO Cidade de Maricá, produzindo no campo de Lula por meio de seis poços a ela interligados, produziu 146 mil barris diários e foi a instalação com maior produção de petróleo. A instalação Polo Arara, produzindo nos campos de Arara Azul, Araracanga, Carapanaúba, Cupiúba, Rio Urucu e Sudoeste Urucu, por meio de 38 poços a ela interligados, produziu 9 milhões de m3/d e foi a instalação com maior produção de gás natural.

Fonte: Petronotícias