terça-feira, Maio 21, 2019
Fontes Energéticas Energia Solar Primeiro parque de energia solar do Centro-Oeste é montado em MT

Primeiro parque de energia solar do Centro-Oeste é montado em MT

293

Área de 40 hectares é dividida em 63 lotes; cada lote tem capacidade para gerar 20 mil kwh por mês

 

Mato Grosso acaba de ganhar o primeiro parque de energia solar do Centro-Oeste. O Oeste Solar Park tem o intuito de oferecer à empresas de pequeno e médio porte uma solução para o consumo sustentável de energia elétrica, com uma economia de até 20% na conta de luz.

O loteamento de geração distribuída de energia solar fica localizado no km 9 da Estrada da Guia, em Cuiabá, e conta com 63 lotes em uma área de 40 hectares. Cada lote tem a capacidade de produzir 20.000 kwh/mês.

Quem não quiser investir uma grande quantia ou então não tem estrutura adequada para instalar os painéis pode arrendar um lote, onde as placas e gerador fotovoltaico já estarão prontos e instalados. O contrato de locação do espaço tem o prazo mínimo de 5 anos.

A energia produzida pelas placas solares é encaminhada para a rede de média tensão da concessionária de energia elétrica. Os quilowatts-hora produzidos pelas placas do lote são compensados no consumo e na conta de luz do cliente.

A locação de um gerador fotovoltaico pode dar um desconto de até 20% na conta de energia elétrica  .

Empresas que consomem mais de 12.500 kwh/mês e que não tem local adequado para a instalação de placas solares podem comprar um dos lotes e poder utilizar a energia produzida à distância. Dependendo o montante de produção de energia, em três anos o proprietário já consegue ter o retorno financeiro do investimento.

As empresas interessadas em arrendar ou comprar um lote no Oeste Solar Park ainda este ano estarão sob a Resolução Normativa 482, da Agência Nacional de Energia Elétrica. A resolução trata das regras para micro e minigeração distribuída de energia, modalidade em que os lotes se encaixam.

Esta normativa determina que a energia excedente gerada em uma unidade consumidora pode ser injetada na rede da concessionária de energia e depois utilizada para abater  integralmente o mesmo montante de energia consumida. Ou seja, cada 1 kwh produzido por energia solar será descontado na conta de luz proporcionalmente.

 

Tecnologia pioneira

Um dos destaques do Oeste Solar Park é a utilização do sistema tracker em suas placas solares. A tecnologia permite que o painel acompanhe a incidência de luz solar desde o nascer até o pôr do sol.

“[O sistema] foi idealizado em cima do girassol”, afirma Rubens Araújo, engenheiro eletricista da Oeste Solar. A flor “segue” a luz do sol durante a fase de crescimento, se movimentando no sentido leste-oeste.

No sistema tradicional, que é fixo, a produção de energia tem seu pico por volta das 12 horas da manhã. “O ganho de energia de produção é de 25 a 30% comparado ao sistema de placa fixa”, conta Rafael Lima, gerente operacional da empresa.

 

Assessoria completa

A Oeste Solar disponibiliza um serviço completo para o cliente que queria utilizar a energia solar, desde o estudo das instalações de energia no imóvel, passando pelos trâmites burocráticos junto à concessionária de energia elétrica.

No parque solar, o monitoramento dos lotes ocorre 24 horas, além de contar com seguro patrimonial contra furto, roubo, vandalismo e acidentes naturais e um aparato de seguranca com cercas de perímetro eletrificadas, câmeras e segurança armada 24 horas.

São oferecidos também linhas de crédito e alguns tipos de financiamento para a compra dos lotes. O Oeste Solar Park já tem 20% de área ocupada. A estimativa é que o final da implantação do parque seja finalizada em agosto deste ano.