Relatório destaca necessidade de novas usinas nucleares para cumprir metas da COP 21

251

Um total de 1.000 GW de energia nuclear precisa ser acrescentado à capacidade global instalada para que a fonte possa corresponder a 25% da eletricidade mundial e, dessa forma, ajudar cumprir as metas contra o aquecimento global. O dado faz parte do novo estudo elaborado pela World Nuclear Association.

O relatório da entidade, dirigida por Agneta Rising, aponta que a taxa de construção de novas unidades nucleares ainda é insuficiente para atender às metas de redução de gases do efeito estufa. Em dezembro do ano passado, durante a COP-21, em Paris, centenas de países aprovaram um acordo para limitar o aumento da temperatura média global a menos de 2°C acima dos níveis pré-industriais.

Para cumprir este objetivo, a associação afirma que o índice de ligação de novas usinas à rede terá que aumentar de “forma significativa” para fornecer a energia limpa necessária e, dessa forma, atingir a meta. Até o final do ano passado, um total de 66 reatores nucleares civis estavam em construção ao redor do planeta.