Risco de faltar energia é zero em 2015, afirma Luiz Barata

53
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O risco de faltar energia elétrica neste ano no Brasil é zero, mesmo com a seca que assola várias regiões do país.  A afirmação é do secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Luiz Eduardo Barata. Ele participou nesta quarta-feira (25/11) de audiência pública na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado. As projeções para o próximo ano indicam que no Nordeste o risco segue em zero e no Sudeste, vai a 1,2%, bem abaixo dos 5%, patamar de risco inerente ao sistema.

No Nordeste, Barata garantiu que há segurança na continuidade do fornecimento elétrico, devido ao parque eólico robusto da região, que está em expansão, somado ao reforço das térmicas e aos intercâmbios de energia produzida em outras regiões do país, o que é possível pela grande quantidade de linhas de transmissão das quais o país dispõe no Sistema Interligado Nacional (SIN). Atualmente 99,2% do país é interligado.

O secretário-executivo reiterou a importância do planejamento para o setor, buscando expandir a matriz elétrica brasileira com diversificação das fontes energéticas, com atenção às renováveis.

Nuclear

Barata informou aos senadores que o Brasil tem a sexta maior reserva mundial de urânio e sugeriu um debate mais profundo sobre a geração nuclear no futuro. Ele garantiu que as vantagens desse tipo de energia são, por exemplo, a emissão zero de CO2, o baixo custo e o desenvolvimento tecnológico da indústria.