Última semana para votação no prêmio 100 Mais Influentes da Energia 2018

Solenidade de premiação acontecerá no início de dezembro, na cidade de São Paulo

83

O processo de votação para o Prêmio 100 Mais Influentes da Energia 2018 chega ao fim nesta semana. Esta fase é fundamental para a definição dos profissionais e das autoridades do setor energético que mais se destacaram ao longo de 2018 e que serão homenageadas em dez diferentes categorias.

A votação deste ano, que teve início em 20 de junho, obteve um número recorde de votos. Para participar é simples: basta acessar o site da Full Energy e indicar vencedores – www.fullenergy.net.

O Prêmio

Diferente da edição de 2017, quando os premiados foram escolhidos em vinte categorias, a partir da edição 2018 o evento terá dez categorias, como Tecnologia e Inovação, Gestão, Personalidades Púbicas e Geração e Produção.

O evento chega à sua terceira edição. Neste ano, a solenidade de premiação será no início de dezembro, na cidade de São Paulo. O 100 MAIS INFLUENTES DA ENERGIA, que no ano passado reuniu mais de 500 pessoas no auditório do Maksoud Plaza Hotel, em São Paulo, já é conhecido no mercado como “Oscar da Energia”.

E a expectativa é que a versão 2018 do prêmio seja ainda melhor, com presença ainda maior de autoridades e executivos do setor, o que possibilita newtworking e promove confraternização entre as personalidades da cadeia energética brasileira.

Escolha dos vencedores

O objetivo do 100 MAIS INFLUENTES DA ENERGIA é mostrar a importância e prestar um tributo às pessoas que se destacam nas várias áreas do setor energético brasileiro no decorrer do último ano. O processo de eleição dos premiados é feito a partir de uma votação pelo site da revista e de uma pesquisa de mercado. Com os dados em mãos, a definição dos 100 Mais Influentes é finalizada pelo conselho editorial da Full Energy.
“Em 2018, o prêmio se consolidou como um dos grandes momentos do calendário do setor energético brasileiro. Uma grande oportunidade de reconhecermos o trabalho daqueles que ‘constróem’ um dos segmentos mais importantes da economia brasileira”, afirma Edmilson Jr. Caparelli, CEO do Grupo Mídia.