sábado, julho 20, 2019
Notícias Economia Valor de mercado de empresas da Bolsa cresce no governo Temer

Valor de mercado de empresas da Bolsa cresce no governo Temer

513

Setenta dias depois de Michel Temer assumir a Presidência da República interinamente, o valor de mercado de todas as 277 empresas com capital aberto — e, portanto, listadas na BM&FBovespa — aumentou em R$ 131,6 bilhões, segundo levantamento da consultoria Economática divulgado nesta sexta-feira (22).

O valor total de todas as companhias em 12 de maio de 2016, um dia antes da posse de Temer, era de R$ 2,10 trilhões, montante que saltou para R$ 2,24 trilhões neste período do governo do peemedebista.

O setor que mais cresceu foi o de energia elétrica, cuja valorização foi de R$ 28 bilhões considerando as 31 empresas com capital aberto em bolsa. A Eletrobras viu as ações valorizarem R$ 10,3 bilhões nos últimos 70 dias.

A mineiração teve valorização de R$ 8,9 bilhões, sendo que R$ 8,7 bilhões representam alta das ações da Vale, maior empresa do ramo no País.

Petróleo e gás foi o segundo setor que mais cresceu, já que as oito empresas do setor se valorizaram em R$ 21 bilhões. Somente a Petrobras registrou um aumento de R$ 19,6 bilhões no governo Temer.

Quatro ramos acumularam desvalorizações no mercado de ações: veículos e peças (R$ 293,3 milhões), máquinas industriais (R$ 1,7 bilhão), químico (R$ 3,3 bilhões), papel e celulose (R$ 9 bilhões).