Votação para o prêmio 100 Mais Influentes da Energia 2018 termina no próximo mês

347

Como já é tradição, o Grupo Mídia e a Revista Full Energy realizarão, em dezembro, o último grande evento do setor energético brasileiro do ano: o 100 MAIS INFLUENTES DA ENERGIA.
A votação do prêmio foi aberta no dia 20 de junho, e se estende até 31 de agosto. Para participar, basta acessar o site da Full Energy e indicar vencedores – www.fullenergy.net.

Diferente da edição de 2017, quando os premiados foram escolhidos em vinte categorias, a partir da edição 2018 o evento terá dez categorias, como Tecnologia e Inovação, Gestão, Personalidades Púbicas e Geração e Produção.

O PRÊMIO
O evento, que premiará as personalidades e autoridades da Energia que mais se destacarem no país ao longo do ano, chega à sua terceira edição. Neste ano, a solenidade de premiação será no início de dezembro, na cidade de São Paulo.
100 MAIS INFLUENTES DA ENERGIA, que no ano passado reuniu mais de 500 pessoas no auditório do Maksoud Plaza Hotel, em São Paulo, já é conhecido no mercado como “Oscar da Energia”. E a expectativa é que a versão 2018 do prêmio seja ainda melhor, com presença ainda maior de autoridades e executivos do setor, o que possibilita newtworking e promove confraternização entre as personalidades da cadeia energética brasileira.

ESCOLHA DOS VENCEDORES
O objetivo do 100 MAIS INFLUENTES DA ENERGIA é mostrar a importância e prestar um tributo às pessoas que se destacam nas várias áreas do setor energético brasileiro no decorrer do último ano. O processo de eleição dos premiados é feito a partir de uma votação pelo site da revista e de uma pesquisa de mercado. Com os dados em mãos, a definição dos 100 Mais Influentes é finalizada pelo conselho editorial da Full Energy.
“Em 2018, o prêmio se consolidou como um dos grandes momentos do calendário do setor energético brasileiro. Uma grande oportunidade de reconhecermos o trabalho daqueles que ‘constróem’ um dos segmentos mais importantes da economia brasileira”, afirma Edmilson Jr. Caparelli, CEO do Grupo Mídia.