EDP Renováveis consegue financiamento para iniciar as obras do Complexo Eólico de Jerusalém

BNDES concede R$ 568 milhões para implantação de seis parques eólicos, no Rio Grande do Norte

A EDP Renováveis S.A. (EDPR), do setor de energias renováveis e um dos produtores de energia eólica mais importantes do mundo, conseguiu a aprovação do financiamento de R﹩ 568 milhões do BNDES para construção do Complexo Eólico de Jerusalém (I-VI) , situado nos municípios de Lajes, Pedro Avelino e Pedra Preta, no Rio Grande do Norte e para implementação dos sistemas de transmissão associados.

O complexo eólico contará com 43 aerogeradores modelo V150 de 4,2MW cada, torres de 125m de altura e uma potência nominal total de 180,6 MW. Sua previsão de entrada em operação é até Janeiro de 2024. A energia gerada pela instalação poderá abastecer aproximadamente 270 mil residências. A construção dos parques Eólicos Jerusalém I-VI empregará cerca de 1.150 pessoas. O projeto está em fase de contratação das construtoras.

“O projeto Eólico Jerusalém I-VI faz parte do complexo eólico Jerusalém/Boqueirão, que se conectará ao Complexo Eólico Monte Verde, que também encontra-se em fase de pré-construção. Ambos contaram com financiamento do BNDES. Somados, eles terão 138 aerogeradores e potência nominal total de 579,6 MW”, Luis Barros, Diretor Regulatório e de Operações da EDP Renováveis no Brasil.
Próximo Post

Últimas Notícias