Investimentos em energia solar nos telhados crescem 51,4% e atingem R$ 63,3 bilhões este ano no País

Segundo mapeamento do Portal Solar, aportes saltaram de R$ 42 bilhões em janeiro para R$ 63,3 bilhões em agosto em 2022

Os investimentos privados em sistemas de geração própria de energia solar em telhados e pequenos terrenos cresceram 51,4% no primeiro semestre deste ano no País.

Segundo mapeamento do Portal Solar, franqueadora para venda e instalação de painéis fotovoltaicos, os recursos aplicados nos projetos em residências, comércios, indústrias e propriedades rurais saltaram de R$ 42 bilhões em janeiro para R$ 63,6 bilhões no final de agosto deste ano.

De acordo com o mapeamento, feito com base nos dados oficiais da Agência Nacional de Energia elétrica (Aneel) e Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), entre janeiro e agosto deste ano, a geração própria de energia solar saltou de 8,4 gigawatts (GW) de potência instalada para 12 GW, um crescimento de 42,8%.

Desta forma, o nível de emprego no setor subiu de 251 mil postos de trabalho acumulados em janeiro para 360 mil em agosto, elevação de 43,4%.

Segundo o Portal Solar, que conta hoje com mais de 190 franquias espalhadas no Brasil, o aumento no número de sistemas instalados em telhados e pequenos terrenos cresceu 52,7%, saltando de 720 mil em janeiro para mais de 1,1 milhão em agosto.

Rodolfo Meyer, CEO do Portal Solar, destaca que o avanço dos projetos fotovoltaicos no País reflete a busca dos consumidores por alternativas sustentáveis para reduzir gastos na conta de luz.

“A energia solar é atualmente um investimento bastante rentável e ajuda a aliviar o orçamento das famílias brasileiras e ampliar a competividade das empresas”, explica.

Com o crescimento do mercado, o Portal Solar espera fechar este ano com 300 microfranquias de instalação e projetos de energia solar no Brasil.

A meta da empresa é ter um incremento de 57% no volume de unidades até o final de 2022, com a proposta de mais 100 empreendedores até dezembro.

O modelo de uma microfranquia de energia solar é tão simples como qualquer outro. O franqueado, que pode atuar no modelo home-based, é responsável pela prospecção dos clientes e gestão comercial do negócio.

O trabalho diário consiste em contatar e visitar os clientes, reunir as informações técnicas necessárias, enviar a proposta por aplicativo e acompanhar o processo até a instalação dos equipamentos.

Não é necessário ter equipe de instaladores, pois o Portal Solar conta com uma rede de profissionais cadastrados para atender a todos os franqueados em qualquer parte do Brasil.

Com investimento a partir de R$ 35 mil, o faturamento mensal pode chegar a R$ 150 mil para cada franqueado, retornando o investimento entre 3 e 6 meses de operação.

“Nós não exigimos experiência no setor de energia solar, mas buscamos parceiros com perfil comercial, visão empresarial, disposição para aprender e boa comunicação”, afirma Meyer.

O modelo de franquia da empresa conta com suporte de engenharia, softwares próprios, treinamentos e fundo de marketing com gestão aberta, além da experiência de oito anos de atuação no mercado e mais de 18 mil sistemas fotovoltaicos instalados.

Próximo Post

ENERGY DAY

Nenhum evento encontrado!

Últimas Notícias