Siemens Energy e Air Liquide desenvolverão em parceria eletrolisador de larga escala para produção de hidrogênio sustentável

Siemens Energy e Air Liquide desenvolverão em parceria eletrolisador de larga escala para produção de hidrogênio sustentável

A Siemens Energy e a Air Liquide assinaram um Memorando de Entendimento com o objetivo de combinar sua experiência em tecnologia de eletrólise PEM (Proton Exchange Membrane). As empresas pretendem concentrar suas atividades na criação conjunta de projetos de hidrogênio em grande escala industrial, em conjunto com clientes para preparar o terreno para a fabricação em massa de eletrolisadores na Europa, especialmente na Alemanha e França, além de atividades de P&D para desenvolver conjuntamente tecnologias de eletrolisador de próxima geração.

O hidrogênio desempenhará um papel essencial para atingir os objetivos da União Europeia em relação à redução de emissão de gases de efeito estufa. Para atender à demanda crescente por energia e reduzir custos, é fundamental acelerar a produção de hidrogênio em grande escala, gerado de forma sustentável por meio de eletrolisadores PEM. Em relação à sua participação, a Siemens Energy e a Air Liquide irão candidatar-se conjuntamente a grandes projetos de financiamento no âmbito do Green Deal (Acordo Verde) da União Europeia e Projetos Importantes de Interesse Europeu Comum (IPCEI) – financiado pelos governos da França e Alemanha, para o hidrogênio.

O financiamento IPCEI é necessário para rapidamente iniciar essas atividades e cumprir o cronograma desafiador estabelecido pelo Novo Acordo Verde Europeu, pela Estratégia de Hidrogênio da União Europeia, bem como das Estratégias Nacionais da França e da Alemanha para o hidrogênio.

Com esse trabalho conjunto, a Siemens Energy e a Air Liquide fortalecerão suas competências básicas, permitindo o surgimento de uma economia de hidrogênio sustentável na Europa e iniciarão um ecossistema europeu para tecnologia de eletrólise de hidrogênio em conjunto com outros parceiros. Os parceiros já identificaram oportunidades de cooperação para projetos de hidrogênio sustentável em grande escala na França, Alemanha e outros países europeus. Uma dessas oportunidades é o projeto Air Liquide-H2V Normandy na França, com capacidade de 200 MW, um dos projetos mais ambiciosos da Europa para a produção de hidrogênio a partir de energias renováveis.

“Desenvolver uma economia de hidrogênio sustentável ainda exigirá a alteração de condições estruturais no mercado de energia. Porém, será somente por meio de parcerias e colaboração que poderemos moldar esse mercado. Apreciamos muito a criação conjunta de soluções inovadoras com a Air Liquide. Coletivamente, vamos superar os desafios que temos pela frente para industrializar a tecnologia e fazer do hidrogênio gerado de forma sustentável um case de sucesso”, comenta Christian Bruch, CEO da Siemens Energy.

“O hidrogênio é um facilitador importante para a transição energética. No contexto de uma aceleração sem precedentes das tecnologias e mercados de hidrogênio na Europa, o momento para aumentar a escala de produção é agora, principalmente na França e na Alemanha. A parceria entre a Air Liquide e a Siemens Energy prepara o caminho para a criação de um importante ecossistema europeu, capaz de fornecer hidrogênio descarbonizado a preços competitivos e promover o surgimento de uma sociedade com baixo consumo de carbono. Estamos ansiosos por trabalhar nessa cooperação franco-alemã”, afirma Benoît Potier, presidente e CEO da Air Liquide.

“O hidrogênio é um componente-chave para o sucesso da transição energética na Alemanha e crucial para os esforços europeus e globais para combater as mudanças climáticas. A Alemanha está muito empenhada em apoiar o crescimento do mercado de tecnologias de hidrogênio e está trabalhando arduamente nos IPCEIs de hidrogênio europeus. Nesse contexto, fico feliz com o fato de a Siemens Energy e a Air Liquide unirem forças nessa área e estou ansioso para ver sólidos projetos franco-alemães de hidrogênio entrando em operação em breve”, acrescenta Peter Altmaier, Ministro Federal da Economia.

“Agora é a hora de investir maciçamente para desenvolver novas cadeias de valor e tecnologias. A hora de agir é agora. Com o “France Relance”, serão investidos 7 bilhões de euros em hidrogênio até 2030 para tornar nossa economia mais competitiva e mais descarbonizada. O ambicioso projeto da Air Liquide e da Siemens Energy é apenas o começo de uma cooperação industrial que deve se desenvolver além de uma mera aliança franco-alemã. A recuperação deve ser acima de tudo uma recuperação europeia. Parabenizo a mobilização da Air Liquide na estrutura do plano francês de hidrogênio, principalmente pela sua participação e compromisso com o Conselho Nacional de Hidrogênio”, completa Bruno Le Maire, Ministro da Economia, Finanças e Recuperação da França.

Próximo Post

ENERGY DAY

Nenhum evento encontrado!

Últimas Notícias