WIN Solar amplia parceria com chinesa Hoymilles e anuncia planejamento de compra de 100 MW em microinversores

Com cronograma firmado para os próximos meses, a fornecedora já imputou parte do pedido para atender as demandas do último trimestre deste ano

A WIN Solar, distribuidora de equipamentos fotovoltaicos pertencente ao Grupo All Nations, acaba de ampliar a parceria comercial com a fabricante chinesa Hoymilles para intensificar a comercialização da tecnologia de microinversores em projetos de energia solar no Brasil.

O novo acordo prevê um cronograma de compra de 100 megawatts (MW) de microinversores nos próximos meses, o que representa o maior plano de pedidos em montante único para a Hoymilles no Brasil.

No mês passado, a WIN Solar assinou a primeira aquisição de 10% do total de compras previstas e deve receber os MW em equipamentos até outubro deste ano, complementando o estoque atual e os embarques que já estão em processo de chegada no Brasil.

O microinversor compõe o kit solar para residências e empresas e tem a função de transformar a energia elétrica produzida pelos painéis solares de corrente contínua (CC) em corrente alternada (CA) e sincronizar o sistema fotovoltaico com a rede elétrica da propriedade de uma forma segura e confiável, além de possuir sistemas de monitoramento de desempenho e conexão com a internet que fornece dados nos dispositivos móveis do usuário.

O grande diferencial oferecido pela tecnologia MLPE dos microinversores é a segurança, uma vez que eles trabalham módulo a módulo.

A tensão gerada no equipamento é baixa, respeitando os níveis de segurança necessários.

Segundo Camila Nascimento, diretora da WIN, um dos temas mais discutidos no Brasil na atualidade é o AFCI, tecnologia já inerente ao microinversor, que é composto por dispositivos de interrupção do arco elétrico, e que se tornará obrigatória nos inversores de acordo com a portaria do INMETRO 140/2022.

Já Leo Zhu, Diretor de Vendas LATAM da Hoymiles, ressalta que o mercado brasileiro já representa 20% dos negócios da marca no mundo.

“Em 2021, a organização estreou na bolsa de valores de Shangai, além de ter se classificado como segundo provedor global da tecnologia, segundo a consultoria IHS Markit”.

Desde então, a companhia segue investindo tanto em estrutura quanto em tecnologia. Investiram US$163 milhões em um novo escritório, US$237 milhões em uma nova fábrica e contratação de pessoal.

E com foco em estender ainda em 2022 o time de suporte técnico no Brasil, aumentou ainda mais o time.

Já na tecnologia, haverá ainda esse ano, o lançamento do microinversor híbrido, micro inversor com wi-fi integrado dispensando o uso de DTU, o transmissor Hoymiles HT10, dispositivo de rapid shutdown e como plano futuro a implementação de otimizadores.

“Portanto, esse novo acordo representa um avanço significativo na oferta de produtos de alta tecnologia que garantam confiabilidade, segurança e conforto aos consumidores”, acrescenta Camila.
Resultados no semestre

No mercado nacional, a WIN Solar que registrou crescimento de 108% no faturamento do primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período exercício anterior.

A empresa espera triplicar o volume de vendas até o final do ano em comparação com o resultado de 2021 e chegar a um montante de 300 megawatts (MW) em equipamentos fotovoltaicos vendidos no País.

“A geração própria de energia solar seguirá crescendo a passos largos e deverá praticamente dobrar sua potência operacional instalada”, comenta a diretora comercial da WIN Solar.

ENERGY DAY

Nenhum evento encontrado!

Últimas Notícias