Desenvolve SP divulga relatório de neutralização de carbono

Instituição zerou emissões de 2021 com plantio de 380 mudas e incentiva financiamentos alinhados às diretrizes ESG e sustentabilidade

O Desenvolve SP está em dia com as suas emissões de carbono, conforme informa relatório divulgado na semana passada.

A agência de fomento paulista mobilizou colaboradores para executar o plantio de 380 mudas, de 17 espécies de árvores nativas da Mata Atlântica, ação que neutralizou as 113,907 toneladas de CO2eq emitidas pela instituição em 2021 e que prevê a regeneração de 2.278,14 m² da floresta.

O evento do Plantio da Integração aconteceu em 21 de fevereiro, na sede da Associação Nossa Senhora Rainha da Paz (ANSPAZ), em Itapetininga, e desde então ocorreram mais três exercícios de manutenção, nos meses de março, maio e julho.

De acordo com o relatório, as mudas estão se desenvolvendo normalmente e uma ação similar já está sendo planejada para zerar as emissões de carbono em 2022.

Em afinidade com a iniciativa de neutralizar suas emissões de carbono, o Desenvolve SP incentiva permanentemente a difusão de projetos alinhados às diretrizes ESG e de sustentabilidade.

A Linha ESG do banco, destinada a projetos sustentáveis que promovam a redução de emissões de gases de efeito estufa, a geração de energias renováveis e a eficiência energética, totaliza investimentos de R$ 326,5 milhões desde 2019.

Deste total, R$ 191 milhões – ou 60% do total – foram desembolsados a partir de 2021, o que evidencia aceleração na procura dos empresários por projetos verdes.

Tal volume deve aumentar considerando a redução no spread bancário para os juros próprios nos contratos, onde as taxas da linha ESG caíram de 6,5% ao ano + Selic para 2% a 4% ao ano + Selic, o que representa taxa a partir de 0,17% ao mês acrescida da Selic.

“O exemplo deve vir de dentro”, afirma o presidente do Desenvolve SP, Sergio Gusmão Suchodolski. “Uma vez que nós tomamos a iniciativa de neutralizar nossas emissões de carbono e reduzimos o spread para projetos verdes, estamos enviando um sinal claro de que a agenda ambiental é nossa prioridade”, afirma.

“Seja olhando para nossas emissões ou financiando projetos sustentáveis, a atuação do Desenvolve SP está alinhada com as agendas globais de desenvolvimento, especialmente com as diretrizes do Acordo de Paris e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU”, acrescenta o presidente.

O relatório produzido pelo Carbon Free Brasil, que atua com a análise de dados ambientais e certificação por meio do selo Carbono Zero, atualiza o mapeamento do Inventário de Gases de Efeito Estufa (GEE) do exercício de 2021, conteúdo que segue parâmetros do GHG Protocol e ISO 14064.

O documento identificou 123,017 toneladas de CO2 emitidas pelo Desenvolve SP, das quais 9,1 toneladas são de CO2 biogênico.

O dióxido de carbono equivalente (CO2eq) consiste numa medida internacionalmente padronizada utilizada para representar os demais gases com efeito de estufa (GEE) em forma de dióxido de carbono (CO2).

Das atividades categorizadas, a maior fonte de emissões é proveniente da geração de resíduos, seguida das viagens a negócios e finalmente os deslocamentos dos colaboradores.

O total desse escopo analisado ao longo de 2021 apresenta 100,403 toneladas de CO2eq e 9,11 toneladas de CO2bio.

Era de se esperar que os deslocamentos, de um modo geral, superassem as emissões de geração, tratamento e disposição final de resíduos, porém eles não foram realizados em uma quantidade considerável o bastante para se destacarem em relação aos resíduos, apenas o superam em 1% das emissões totais.

Tal equivalência de valores possivelmente se dá pelo contexto da pandemia, em que o trabalho presencial foi reduzido, ainda que tenha retornado conforme a população vacinada cresceu.

O consumo de energia é o segundo escopo com mais participação de emissões de carbono entre os analisados. Como esse consumo se resume basicamente ao de computadores, iluminação e climatização de salas, tanto dos escritórios da sede quanto do home office, é um consumo dentro do esperado para empreendimentos dessa dimensão. Seus valores de CO2eq são de 11,871 toneladas.

Próximo Post

ENERGY DAY

Nenhum evento encontrado!

Últimas Notícias