Fundador da Natural Energia investe no Gás Natural e apresenta seus benefícios

O empresário Ricardo Salgado Martins explica o cenário das termoelétricas no Brasil e passos importantes para o setor

Ricardo Salgado Martins é fundador da Natural Energia – empresa voltada para projetos eólicos com atuação no Brasil, Estados Unidos e Austrália. A empresa, contudo, vem se destacando pela atuação no setor de termoelétricas. O empresário conta que, desde 2015, decidiu investir nessa área, especialmente com o pré-sal, por enxergar um grande potencial nesse segmento.

Martins explica que o maior foco da companhia, hoje, é a energia limpa, e o Gás Natural é um insumo da transição energética que menos emite CO2. Com isso, o objetivo da Natural Energia é no recebimento, processamento e na geração de energia elétrica através desse Gás proveniente do pré-sal. Ou seja, para ele é uma maneira de monetizar um recurso tão importante que o Brasil possui.

O Gás Natural vindo do pré-sal, segundo ele, tem um benefício por ser um recurso a ser utilizado pela própria sociedade brasileira. Por outro lado, existem as empresas de produção e exploração de petróleo que compraram esses recursos e querem ter a liberdade de tomar decisões em relação ao Gás, aproveitando-o da forma mais eficiente.

Nesse sentido, portanto, ele explica que é importante encontrar um caminho que atenda a monetização necessária para as empresas e, ao mesmo tempo, gere o benefício para a sociedade. Além disso, existe também a expectativa do setor elétrico de se beneficiar com o gás natural proveniente do pré-sal pelo fato de ser uma fonte renovável e de produção nacional.

Martins defende ainda as termoelétricas por serem ambientalmente interessantes. “Nos anos 2000, a eficiência de uma termoelétrica era de 48%, hoje esse número chega a 64%. Isso significa que é uma redução da emissão de 25%. Outro benefício bem relevante é que, para a sorte do Brasil, o pré-sal está em frente a um grande centro de carga do país, na região sudeste, que é o grande consumidor de energia. Ao gerar energia nessa região, a gente economiza em linhas de transmissão.”

Já pensando do ponto de vista da segurança energética, o fundador da Natural Energia acredita que o Gás Natural pode estabilizar o preço da energia, dando maior segurança para os investidores. “Percebemos que o preço da energia possui uma volatividade enorme, e isso se deve porque os reservatórios das hidrelétricas não conseguem encher. Então, se tivermos térmicas operando na base, a gente vai ter a oportunidade de acumular essa energia nos reservatórios das hidrelétricas. Com isso, o próprio preço no mercado livre vai cair e também diminuir essa volatividade.”

Para o futuro, Martins diz que vai dedicar boa parte do seu tempo no levantamento de recursos para transformar a Natural Energia em uma geradora. Com isso, ele pretende fazer uma locação do capital privado da companhia para dar continuidade ao desenvolvimento dos projetos greenfield.

Confira a entrevista completa:

Próximo Post

ENERGY DAY

Nenhum evento encontrado!

Últimas Notícias