Ganhadora do Líderes da Energia de 2021, UBRABIO traz suas metas para este ano

A Ubrabio apoia projeto de lei em análise pela Câmara que prevê 20 % de biodiesel no diesel fóssil em 2028

Eleita pela plataforma Full Energy do Grupo Mídia entre as Líderes da Energia de 2021, a UBRABIO – União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene – representa mais de 40% de toda a cadeia produtiva do setor.

São 30 associados à entidade, sendo 14 indústrias de biodiesel e esmagadoras, cinco fornecedoras de tecnologia e outras cinco de insumos, três de equipamentos, duas grandes empresas consumidoras e uma de coprodutos.

Para 2022, a entidade já tem definida as suas metas:

  • Retomada do cronograma de mistura do biodiesel ao diesel fóssil definido pela lei e executado pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) que prevê 14% em março de 2022 e 15% em 2023;
  • Adoção de um modelo de comercialização que evite sonegações e desequilíbrio neste mercado;
  • Regime tributário neutro para toda a cadeia de produção no novo modelo de negócios.

A Ubrabio também apoia projeto de lei em análise pela Câmara prevê 20 % de biodiesel no diesel fóssil em 2028.

“Precisamos esclarecer a sociedade brasileira da importância do uso dos biocombustíveis diante de tantas externalidades positivas que oferecem. O biodiesel, além de agregar valor à cadeia produtiva, é instrumento para reduzir a poluição veicular que evita doenças e mortes”, ressalta o presidente da Ubrabio, Juan Diego Ferrés.

Além de impulsionar o desenvolvimento industrial, o biodiesel é instrumento para descarbonização da matriz de transporte. Com isso, possibilita o cumprimento, pelo Brasil, das metas de redução de poluentes.

“O biodiesel é um instrumento para a segurança energética e alimentar, uma conquista da sociedade brasileira. É fundamental para ajudar o Brasil a cumprir seus compromissos internacionais de redução das emissões veiculares previstas pela COP 26”, disse Juan Diego Ferrés.

A Ubrabio também atua no aperfeiçoamento da legislação brasileira sobre o biodiesel. A entidade incentivou a criação da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel (FPBio) para discutir os interesses do setor e participa da articulação da Biocoalizão Parlamentar, uma aliança suprapartidária das frentes que tratam do desenvolvimento econômico sustentável e geração de energias renováveis.

A produção de biodiesel aumenta a oferta de farelo de soja em razão do esmagamento da oleaginosa para a obtenção do óleo e, com isso, aumenta a oferta de rações para a produção de proteínas, contribuindo para a segurança alimentar e, ao mesmo tempo, e reforçando a segurança energética com oferta de mais biocombustíveis.

O biodiesel também contribui para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Esse biocombustível reduz em até 90% as emissões de CO2 em comparação com o diesel fóssil, o que evita internações hospitalares por doenças respiratórias e mortes.

“A Ubrabio pretende aperfeiçoar a legislação que trata deste segmento, definir regras com previsibilidade para que o setor consiga oferecer à sociedade brasileira mais emprego e geração de renda”, disse o diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski.

A edição 39ª da revista Full Energy traz a lista completa de todos os ganhadores do prêmio Líderes da Energia 2022 além de outras matérias exclusivas.

 

Clique aqui e confira.

 

Assista abaixo a premiação Líderes da Energia 2022 na íntegra:

 

Próximo Post

ENERGY DAY

Nenhum evento encontrado!

Últimas Notícias