GE Grid Solutions completa energização da subestação Fernão Dias

Projeto integra um dos maiores empreendimentos de transmissão ao Brasil e proporcionou a chegada de novas tecnologias da GE

O negócio de Grid Solutions da GE Renewable Energy celebra mais um marco em grandes projetos no país com a energização da subestação Fernão Dias, localizada em Atibaia (SP), pertencente à Mata de Santa Genebra Transmissão S.A. A subestação de 500kV e 3.600MVA de potência instalada faz parte de um dos maiores empreendimentos de transmissão do país que também é composto pela ampliação de outras quatro subestações (Itatiba, Araraquara 2, Santa Bárbara d´Oeste, em São Paulo e Bateias, no Paraná) e de aproximadamente 890 quilômetros de linhas de transmissão.

Além da grandiosidade (investimentos na ordem de R$ 2,7 bilhões) e importância do projeto para toda a rede elétrica nacional, por ser importante corredor e reforço para escoar a energia gerada no Norte do Brasil para a região Sudeste, onde está baseada a principal demanda do país, a obra proporcionou à GE Grid Solutions trazer ao país tecnologias de pontas e inéditas como o Sistema de Controle – Advanced Control System (ADC) responsável por garantir a estabilidade e a qualidade da energia da rede.

“Temos enorme orgulho de sermos responsáveis por esse projeto, não apenas por se tratar de uma obra essencial para o fornecimento de energia para uma grande parte da população brasileira, mas também por proporcionar uma evolução na própria GE. Trouxemos nossos maiores Compensadores Estáticos de Reativos – Static Var Compensator (SVC) já produzidos pela GE em todo mundo, ambos com -300/+ 300MVAr de potência. Além disso, pudemos apresentar ao mercado todo com um sistema de controle inédito (ADC) e um novo modelo de válvulas tiristorizadas, as ATV500. Todas essas inovações irão trazer maior eficiência e estabilidade ao Sistema Interligado Nacional (SIN), lembra Thiago Calabria, Diretor de Projetos da GE Grid Solutions.

A energização da SE Fernão Dias, ainda em 2020, reforça o compromisso da GE na entrega do projeto, mesmo diante de um cenário altamente desafiador vivido por toda a cadeia do setor elétrico nacional e mundial. “Tivemos enormes desafios de logística por conta da grandiosidade do projeto, o envolvimento de dezenas de fornecedores, além das empresas de transmissão envolvidas. No final, esse trabalho conjunto com os times da GE, fornecedores e a MSG foi essencial para concluirmos o projeto de forma ainda mais gratificante”, reforça Thiago.

“Os desafios enfrentados para a implantação dos empreendimentos da MSG foram muitos e, em alguns casos, inéditos no cenário nacional. Além disto, neste último ano, ainda tivemos que enfrentar as restrições impostas para atuação num ambiente de pandemia. A energização, e o início efetivo do atendimento do Sistema Interligado Nacional, só foi possível porque a MSG pode contar com a força e a competência de grandes parceiros, dentre eles a GE Grid Solutions”, José Jurhosa Júnior – Diretor Presidente da Mata de Santa Genebra Transmissão S.A.

Segundo Thiago Calabria, outro fator bastante positivo no projeto, de alta complexidade para a GE, foi o envolvimento de várias unidades da Grid Solutions como a AC Systems, FACTS, PTR, AIB, PQP, GA, SWS e Services. “Graças ao comprometimento de centenas de pessoas e mais de 1,6 milhão de homens-horas de trabalho, tivemos nossa primeira energização em início de 2018 e agora em novembro, finalizamos com grande sucesso na subestação Fernão Dias, que é a maior do projeto da MSG, envolvendo uma capacidade instalada de mais de 3.600MVA”, destaca.

O escopo total da GE no projeto da Mata de Santa Genebra Transmissão envolve a construção de uma subestação green field de 500/440kV (Fernão Dias), a ampliação de outras quatro subestações brown field de 440&500kV (Araraquara 2, Itatiba, Santa Bárbara d´Oeste e Bateias); um Banco de Capacitor Série (FSC -fixed series capacitador bank) de 850MVar/500kV; quatro upgrade P&C & telecom (Campinas, Cachoeira Paulista, Bom Jardim e Taubaté), incluindo dois Compensadores Estáticos de Reativos -300/+300MVar e o seccionamento em outras duas subestações (Cachoeira Paulista e Bom jardim).

Próximo Post

ENERGY DAY

Nenhum evento encontrado!

Últimas Notícias