Light tem lucro de R$ 136 milhões no 3T20

Plano de turnaround da Companhia segue gerando resultados positivos, com redução de custos e de contingências judiciais

Mesmo ainda sob o impacto da pandemia, a Light fechou o terceiro trimestre de 2020 com bons resultados financeiros e operacionais, consequência de uma gestão eficaz que reduziu custos operacionais e contingências judiciais e que manteve os indicadores de qualidade do fornecimento dentro dos padrões exigidos pela Aneel.

A Companhia teve lucro líquido consolidado de R$ 136 milhões, contra prejuízo ajustado de R$ 11 milhões no mesmo período de 2019. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado foi de R$ 587 milhões, aumento de R$ 296 milhões, ou 101,8%, na comparação com o terceiro trimestre de 2019. Esse aumento é explicado, sobretudo, pelo bom desempenho da Light SESA (distribuidora) e da Light Energia (geradora).

Mesmo ainda sob efeito da Pandemia, entregamos bons números nesse trimestre. Registramos evolução nos resultados operacionais e no lucro, bons indicadores de qualidade do serviço, além de uma posição robusta de liquidez da Companhia. Continuamos focados na melhoria operacional da Light”, afirma Roberto Barroso, diretor de Relações com Investidores.

A Light SESA teve lucro de R$ 87 milhões no 3T20, frente a um prejuízo ajustado de R$ 44 milhões no mesmo trimestre de 2019. O Ebitda da Distribuidora foi de R$ 393 milhões, aumento de R$ 193 milhões com relação ao mesmo período de 2019. O resultado foi obtido especialmente pela redução do PMS (gastos com pessoal, material e serviços) em R$ 25,4 milhões e das contingências judiciais em R$ 129 milhões. Já o Ebitda da Light Energia foi de R$ 190 milhões, 249,5% maior do que o resultado do 3T19.

Outro bom resultado obtido pela Companhia no 3T20 é o indicador que relaciona a dívida líquida ao Ebitda: 2,40x, menor do que o valor de 3,07x apurado no segundo trimestre de 2020 e bem abaixo do limite de 3,75x estabelecido comocovenantna maioria dos contratos de dívida. A dívida líquida no final de setembro/20 ficou em R$ 5,754 bilhões.

O caixa consolidado fechou o trimestre em R$ 2,969 bilhões,frente a um vencimento de dívida de R$200 milhões até o final do ano e de R$ 2,354 bilhões em 2021. No 3T20 foram realizadas as 19ª e 20ª Emissões de Debêntures da Light SESA, que totalizaram R$ 1,1 bilhão.

A PECLD (Perdas Estimadas em Créditos de Liquidação Duvidosa) da Companhia, por sua vez, teve piora (R$ 173 milhões no 3T20vs.R$ 93 milhões no 3T19), o que representa 3,8% da receita bruta em 12 meses e aumento de 0,5 p.p sobre o registrado em junho de 2020. A piora se justifica, principalmente, pela restrição aos cortes de energia, determinada pela Aneel em função da pandemia da Covid-19.

Desempenho operacional

A Light segue registrando bons resultados também na qualidade do serviço prestado. Os indicadores de Duração Equivalente de Interrupção (DEC) e Frequência Equivalente de Interrupção (FEC) estão em linha com as melhores e maiores distribuidoras do país.

O DEC, que indica a média de horas que unidades consumidoras ficaram sem energia no período de 12 meses, foi de 6,19 horas no 3T20, redução de 3,6% em relação ao reportado no 2T20.

Já o FEC, que aponta quantas vezes, em média, unidades consumidoras tiveram interrupção de fornecimento, foi de 4,29x no 3T20. Ambos os indicadores estão abaixo dos limites estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

A perda total de energia sobre a carga fio (12 meses) encerrou o 3T20 em 25,99%, 0,7 p.p. acima do resultado observado em junho/20. Até setembro de 2020, o volume de perdas da Light caiu 648 GWh comparado com o volume de perdas do final de 2019. Nas áreas possíveis, regiões da área de concessão onde a empresa consegue atuar com segurança, as perdas caíram 1.144 GWh nos primeiros nove meses do ano.

É importante ressaltar que a carga fio subiu 0,9% neste trimestre, em relação ao mesmo período no ano passado. Isto é explicado, principalmente, pela temperatura média mais alta e por maior consumo dos clientes industriais.

As perdas não-técnicas sobre faturamento de baixa tensão (12 meses) encerraram o trimestre em 51,54%, 2,0 p.p. maior em relação ao registrado em junho/20.

A Light segue atuando no combate ao furto de energia, com a melhoria de processos de identificação de fraudes e sua consequente regularização, e com o aperfeiçoamento no treinamento e na gestão das equipes de campo.

Próximo Post

Últimas Notícias

Casino siteleri

- Kalebet -
Holiganbet
- Meritroyalbet giriş