Setor elétrico precisará seguir normas de cibersegurança, de acordo com ONS

Segundo operadora normativa passa a vigorar em julho deste ano

A ONS (Operador Nacional de Sistema Elétrico) divulgou uma normativa informando que o setor elétrico precisará atender a regulamentos básicos de cibersegurança. Essa normativa passa a vigorar em julho deste ano e assegura 18 meses para que as empresas possam implementar os requisitos exigidos, dentre eles: ARCiber (Ambiente Regulado Cibernético), VPN, OTP, atualizações frequentes no software que corrigem falhas, entre outros.

Para tal, será necessário um planejamento de infraestrutura, que deve ser iniciado agora para os agentes que ainda não deram o primeiro passo, bem como a criação de uma política de segurança clara e o treinamento e a conscientização cibernética de todos os usuários.

É importante que essa estrutura de cibersegurança seja baseada tanto na vigilância de dados quanto na implementação de ferramentas que evitem que, caso a rede seja invadida, os dados não fiquem expostos. Assim, recomenda-se, incluir o monitoramento constante de todo o ambiente interno e um programa de identificação, prevenção e resposta às ameaças.

Para saber mais como se dá o processo de adequação do Setor Elétrico aos novos padrões e os benefícios dessas normas, sugerimos os especialistas da SECUREWAY, empresa de tecnologia que apresenta soluções inovadores e serviços especializados em infraestrutura de rede e segurança da informação.

 

Leia Mais:

ONS elege dois novos diretores para o quadriênio 2022-2026

Ons: Norte e Nordeste apresentam reservatórios acima de 90%

 

Próximo Post

ENERGY DAY

Nenhum evento encontrado!

Últimas Notícias