Siemens Energy e Air Liquide formam joint venture para a produção de eletrolisadores de hidrogênio

Parceria permitirá o surgimento de uma economia sustentável de hidrogênio na Europa

A Siemens Energy e a Air Liquide anunciaram a criação de uma joint venture dedicada à produção em larga escala de eletrolisadores de hidrogênio renovável em escala industrial na Europa.

A parceria permitirá o surgimento de uma economia sustentável de hidrogênio na Europa e promoverá um ecossistema para eletrólise e tecnologia de hidrogênio. A produção deve começar no segundo semestre de 2023 e aumentar para uma capacidade de produção anual de três gigawatts até 2025.

A Air Liquide ficará com 25,1 por cento e a Siemens Energy deterá 74,9 por cento da joint venture, cuja criação está sujeita à aprovação das autoridades competentes.

Esta joint venture será sediada em Berlim e a fábrica multi gigawatts da joint venture que produz módulos de eletrólise (“stacks”) também tem previsão de ficar sediada na capital alemã, conforme anunciado no início deste ano.

Com base na tecnologia de eletrólise de membrana de troca de prótons (PEM), esses “stacks” apresentarão um alto grau de eficiência e são ideais para coletar energia renovável volátil. Além disso, no âmbito da parceria, a Air Liquide e a Siemens Energy concordaram em dedicar capacidades de P&D ao co-desenvolvimento da próxima geração de tecnologias de eletrolisadores.

A parceria estratégica se beneficiará de um portfólio de projetos de hidrogênio combinando os dutos da Air Liquide e da Siemens Energy, visando grandes projetos de hidrogênio em escala industrial colaborativamente com os clientes.

Isso criará uma base sólida para o rápido aumento necessário das capacidades de eletrólise e, com isso, espera-se que o hidrogênio renovável competitivo esteja disponível mais cedo. Um dos primeiros projetos é o do eletrolisador Air Liquide Normand’Hy.

Localizado na Normandia, na França, o empreendimento conta com capacidade de 200 megawatts (MW) previstos na primeira fase e tem montagem dos sistemas eletrolisadores prevista para ser feita no mesmo local.

“Queremos ser uma força motriz na tecnologia de hidrogênio”, disse Christian Bruch, CEO e Presidente da Siemens Energy AG. “Para tornar o hidrogênio verde competitivo, precisamos de eletrolisadores escaláveis, de baixo custo e produzidos em série. Adicionalmente, necessitamos de parcerias fortes. Juntamente com a Air Liquide, pioneira em hidrogênio há mais de 50 anos, esperamos implementar soluções inovadoras e colaborar para moldar esse novo mercado de hidrogênio”.

François Jackow, CEO da Air Liquide, afirmou: “A criação desta joint venture franco-alemã é um passo importante para o surgimento de um ecossistema de hidrogênio renovável e de baixo carbono líder na Europa. Ao aumentar a produção de eletrolisadores em larga escala, a Air Liquide e a Siemens Energy poderão fornecer a seus clientes acesso a grandes quantidades de hidrogênio renovável competitivo e descarbonizar suas atividades. Em linha com a sua estratégia de desenvolvimento sustentável, a Air Liquide está mais do que nunca empenhada em fazer do hidrogénio uma força motriz da transição energética e da luta contra o aquecimento global.”

Os parceiros irão candidatar-se ao financiamento de “grandes projetos” no âmbito do Fundo de Inovação da UE, Green Deal e Projeto Importante de Interesse Europeu Comum (IPCEI)- para o hidrogênio, financiado pelos governos europeus.

Próximo Post

ENERGY DAY

Nenhum evento encontrado!

Últimas Notícias